Skip to main content

Muita gente não entende as razões de se fazer um planejamento pessoal e prefere “ir vivendo conforme o que se apresente”. Mas isso seria o mesmo que contratar um empreiteiro para construir sua casa e ele dizer “não temos um plano, a gente vai fazendo e vendo no que dá”. Você acharia isso razoável?

Boa parte das vezes em que pensamos em nossos sonhos e metas, não paramos para realmente detalharmos um plano a respeito. Porém, é o planejamento pessoal que nos permite saber aonde queremos chegar. 

Afinal, se não sabemos para onde estamos indo, então qualquer caminho vale. Jim Rohn, expert em desenvolvimento pessoal, acrescenta que pessoas bem-sucedidas geralmente têm um plano por trás do seu sucesso.

O que é um planejamento pessoal?

Planejamento pessoal envolve pensar no futuro, decidir aquilo que você almeja alcançar e considerar os passos que você precisa tomar para atingir tais metas. Você deve usá-lo para identificar:

  • Seus objetivos individuais;
  • Seus pontos fortes e fracos;
  • As áreas que você precisa melhorar e desenvolver;
  • O que você precisa fazer para alcançar seus objetivos;
  • Os obstáculos que possam atrapalhar seu progresso.

Benefícios do planejamento pessoal

Motivação

A motivação é um dos fatores mais fortes para o crescimento pessoal, pois lhe ajuda a enfrentar desafios, seguir no caminho e finalmente alcançar suas metas. Ao criar um planejamento pessoal, você aprende a focar sua energia e priorizar as metas por ordem de importância. Além disso, como você começa a monitorar seu progresso, você se sente motivado ao perceber que está na direção certa, dia a dia.

Saúde e bem-estar

Desenvolver um caminho para suas metas também leva a uma mente e corpo saudáveis, já que aumenta sua autoconfiança e autoestima, melhora suas habilidades organizacionais, proporciona uma visão de mundo e atitude mais positivas e, com tudo isso, lhe deixa mais feliz.

Autoconhecimento

O planejamento pessoal exige que você faça uma autorreflexão, que identifique suas forças e fraquezas, o que permite que você tire maior proveito dos seus pontos positivos, ao mesmo tempo em que se esforça para corrigir e/ou aprimorar seus pontos negativos.

Propósito

Ter um propósito é um dos motores de uma vida equilibrada. A criação de um planejamento pessoal acionável lhe oferece um senso de propósito, porque concentra sua energia em algo a ser buscado

Aprendizado

Já que o planejamento pessoal lhe mostra as áreas que você precisa melhorar, você se sente encorajado a aprender e expandir seu conhecimento e suas habilidades, de forma a chegar mais perto de seus objetivos. 

Além disso, possibilita que você reconheça mais claramente os recursos de que já dispõe e faça melhor uso deles na tomada de decisões e no enfrentamento e superação dos desafios que se apresentarem.

Como fazer um planejamento pessoal em 5 etapas

Antes de qualquer coisa, tenha em mente que seu plano vai levar um tempo considerável. Isso é perfeitamente normal e você não deve apressar as coisas. No entanto, é uma boa ideia estabelecer uma deadline em sua mente. Dito isso, vamos aos passos:

Visão

O primeiro passo do seu planejamento pessoal deve ser o fim, isto é, onde você quer chegar. Pense em seu futuro eu, e imagine como você quer estar, dentro do período de tempo sobre o qual você está construindo seu plano:

  • O que lhe motiva a sair da cama todos os dias?
  • Como você estrutura seu dia?
  • Como está seu planejamento semanal?
  • Como é seu espaço de trabalho e o que você faz ali?
  • Como é sua relação com as pessoas que ama?
  • O que recarrega e o que drena sua energia?

Tente se concentrar em todas as esferas da vida: intelectual, emocional, física, espiritual, social, financeira, profissional, relacionamentos. O resultado final lhe dará uma noção ampla de quais áreas você deve focar.

Forças e fraquezas

Você pode usar uma matriz SWOT para fazer sua análise – sim, a mesma que se usa para análise de negócios. Você é o seu empreendimento mais importante, afinal. A SWOT representa:

  • Strengths (Forças): aquilo em que você é bom, que você faz melhor do que os outros, recursos que você possui que as outras pessoas não têm pontos positivos que os outros identificam em você, conquistas alcançadas, habilidades diferenciadas etc.
  • Weaknesses (Fraquezas): habilidades que você precisa melhorar, áreas que o desafiam, obstáculos que impedem seu avanço, hábitos que precisam ser cortados, defeitos que os outros apontam em você, padrões de comportamento pessimistas (como autoconfiança baixa, preguiça, procrastinação…) etc.
  • Opportunities (Oportunidades): contatos que você ainda pode fazer, posições a ocupar, aprendizados com os erros dos outros, projetos nos quais as suas habilidades podem ser aproveitadas, atividades em que você pode aprimorar seus pontos fracos etc.
  • Threats (Ameaças): o que pode dificultar o seu sucesso, que mudanças podem desafiá-lo, riscos que as suas fraquezas podem causar etc.

Plano de desenvolvimento

A chave nesta etapa é especificar as ações para o futuro. Faça uma espécie de linha do tempo, incluindo todas as metas que você quer alcançar no período de acordo com o qual você definiu seu planejamento pessoal. Inclua informações como:

  • recursos necessários (livros, cursos, ferramentas)
  • pessoas envolvidas (amigos, mentores, cônjuge)
  • prazos (deadlines e milestones)
  • indicadores (critérios que meçam quando sua meta foi atingida)

Revisão e adaptação

Um planejamento pessoal serve para tentar esclarecer as questões sobre o futuro. Mas elas não são um fim em si mesmas. A vida é feita de mudanças e imprevistos, que exigem que mudemos e nos adaptemos. 

Por isso, revisões regulares se fazem necessárias. Lembre-se sempre por que você está fazendo o que está fazendo. Se algo não tiver mais sentido, não hesite em remover de seu plano de desenvolvimento. 

Controle de progresso

No item 3, eu incluí indicadores no seu plano de desenvolvimento porque é necessário que você saiba quando sua meta foi alcançada. Porque alguns objetivos são específicos, como passar no concurso que vou prestar, correr 10 km ou perder 5 kg. São mensuráveis. 

Mas outros não. Vamos supor que uma das suas metas seja dormir melhor. O que é dormir melhor para você, que critérios usar para saber que você alcançou a mudança que precisava? É o número de horas de sono? É a quantidade de vezes que você acorda durante a noite? Ou é a disposição que você sente na manhã seguinte?

Estabeleça critérios, indicadores. Ter uma medição tangível do progresso ajuda a mostrar que seu trabalho duro está criando resultados positivos.E lembre-se: não importa quantos anos você tem ou em que etapa da vida você se encontra, nunca é tarde demais para começar um bom planejamento pessoal. Não há momento melhor do que o agora. Como já dizia Benjamin Franklin, “quando você falha em planejar, você planeja falhar”.

banner post blog - masterplan método naghol
Rafael Avila

Carioca, empreendedor, sócio fundador da LUZ, professor de Excel, consultor e um apaixonado por produtividade. Acredito no poder que temos de ser as nossas melhores versões todos os dias.

Leave a Reply